sábado, 18 de agosto de 2012

Mutuários fazem churrasco em protesto contra atraso de condomínio

Do G1 Campinas e Região15/09/2012

Prazo de entrega dos condomínios estava previsto para 2011 em Campinas.

Casal precisa morar em casas separadas por conta do atraso na entrega.

Grupo em frente ao prédio embargado em Campinas (Foto: Gisele Carvalho) 
Grupo quer agilidade para resolver atraso de entrega das chaves dos apartamentos (Foto: Gisele Souza)

O atraso na entrega de apartamentos motivou um protesto de mutuários dos empreendimentos Varandas no Jardim Ipaussurama em Campinas (SP) neste sábado (15). O grupo com 20 pessoas fez um churrasco em frente aos condomínios para mostrar a revolta contra a construtora HM Engenharia, responsável pelas obras. O empreendimento começou a ser construído em 2009 e as chaves deveriam ter sido entregues em fevereiro do ano passado.

A compradora Ana Paula Vieira está há dois anos morando provisoriamente na casa da sogra e aguarda embaixo da cama os presentes que ganhou no casamento, enquanto não se muda para a casa nova com o marido. "É um jogo de empurra, a construtora empurra a culpa para a prefeitura e nós ficamos sem ter o que fazer", diz. Ana Paula e o marido entraram na Justiça há um mês contra a construtora mas ainda não tiveram resposta. Segundo ela, o apartamento foi comprado em julho de 2009 por meio do programa Minha Casa Minha Vida e desde então o prazo para a entrega já foi adiado duas vezes.
Segundo os compradores, a construtora HM alega que a prefeitura teria exigido mudanças de última hora nas obras, por isso a demora para a entrega dos condomínios. Ainda de acordo com os moradores, as obras já foram finalizadas e alguns pontos dos três condomínios já apresentam sinais de falta de manutenção.
Compradores dos apartamentos se reuniram em frente ao condomínio (Foto: Gisele Souza) 
Muturários organizaram um churrasco em frente ao condomínio como protesto (Foto: Gisele Souza)
 
Separados pelo atraso
O casal Gisele e Thiago de Carvalho queriam realizar o sonho da casa própria quando fecharam o negócio pelo programa Minha Casa Minha Vida em 2010. Depois de várias promessas, o último prazo de entrega que ouviram da construtora era para o começo desse ano.
Por causa do atraso, o casal precisa morar em casas separadas. De segunda à sexta, Gisele mora com a filha de 9 anos na casa da avó que é próxima à escola da criança. Nos fins de semana, Gisele se muda para a casa da avó do marido, no Dic I, onde ele mora provisoriamente. "Tínhamos comprado tudo para o apartamento novo, móveis, armários embutidos e até a pia do banheiro tive que guardar", afirma a compradora. O casal paga cerca de R$ 800 de aluguel por mês para abrigar os móveis em um barracão, enquanto não podem se mudar para o apartamento.
 
Exigências
Por meio da assessoria de imprensa, a HM Engenharia informou que executou as obras do empreendimento Varandas conforme o projeto aprovado pela prefeitura. No entanto, segundo a construtora, a administração exigiu mudanças na obra antes da entrega.
A construtora, por sua vez, apresentou uma proposta para realizar as mudanças e esta já foi aprovada pela Secretária de Obras do município. Em nota, a construtora informou que aguarda a emissão do Certificado de Conclusão de Obras que está previsto para os próximos dias e então, as chaves serão entregues.

Entrega dos apartamentos do wmpreendimento Varandas estava previsto para o ano passado (Foto: Gisele Souza) 
Entrega dos apartamentos do Varandas estava previsto para o ano passado 
(Foto: Gisele Souza)

Nenhum comentário:

Postar um comentário